Ensino híbrido: entenda o conceito e utilize a ferramenta na escola

saiba_como_transformar_a_sua_estrategia_pedagogica_em_4_passos.jpg.jpeg

 

Não tem mais como negar que a tecnologia tem transformado de forma crescente a nossa sociedade: segundo uma pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2015 o número de internautas no Brasil ultrapassou 100 milhões de pessoas, aumentando em 7,1% a quantidade do ano anterior — uma taxa de crescimento impressionante.

Cabe àqueles que se interessam pelas metodologias de educação descobrir como utilizá-la para incentivar cada vez mais os estudantes, garantindo que eles possam otimizar sua maneira de aprender ao mesmo tempo que respeita sua individualidade.

Foi dessa busca que surgiu o ensino híbrido, um modelo que une tecnologia e aprendizado. Para saber mais sobre a metodologia e como ela pode ser aplicada, acompanhe o post!

O que é ensino híbrido e quais são as suas vantagens?

O conceito de Ensino Híbrido foi usado pela primeira vez pelo Instituto Clayton Christensen e tem sido utilizado desde então para definir uma metodologia de ensino que busca unir o método tradicional — presencial, em sala de aula e com a mediação do professor — com o aprendizado on-line, que utiliza as tecnologias digitais para incentivar os jovens a aprender e registrar o desempenho nos estudos. Dentre as vantagens de aplicar o modelo, estão:

  • A democratização do conhecimento, que surge a partir do momento em que o aluno pode acessar determinado conteúdo onde quer que esteja.
  • A otimização de tempo por parte dos professores, que podem automatizar tarefas como planejamento de aulas e correção de avaliações e trabalhos.
  • O incentivo do uso pelos jovens, que estão cada vez mais conectados.
  • Acompanhamento individual dos alunos por parte dos professores e pais, para que possa ser dada a atenção necessária para cada caso.

Como utilizar a ferramenta na escola?

Antes de começar a aplicar o ensino híbrido em uma escola, é necessário entender que tipo de tecnologia será necessária e com quem você pode contar para ajudar nessa empreitada. A adoção do método não implica simplesmente em substituir recursos tradicionais, como cadernos e estojo, pelos instrumentos digitais: é preciso repensar toda a aula, de maneira que as tecnologias estejam intrinsecamente ligadas ao plano de ensino. Algumas opções de aplicação são:

A sala de aula invertida

Nesse modelo, o aluno é convidado a estudar previamente o tema da aula com o apoio das ferramentas on-line. Assim, durante a exposição do tema pelo professor, o aluno pode aprofundar o que aprendeu sozinho e aplicar os conceitos por meio de projetos, debates com os colegas ou tirando dúvidas. Esse método é interessante porque implica na contextualização do aprendizado, tornando mais fácil a compreensão do conteúdo.

Laboratório rotacional

Esse modelo consiste em dividir os alunos em dois grupos, dos quais um desenvolve atividades no laboratório de computação e o outro permanece no espaço determinado pelo professor, que frequentemente é a sala de aula. Ao final do período proposto, os grupos devem trocar de lugar e, assim, usar os diferentes métodos para complementar o entendimento sobre o tema da aula.

Rotação Individual

Nesse modelo, o aluno tem uma lista individual de propostas a serem estudadas na plataforma digital, normalmente desenvolvida pelo professor, com base nas suas dificuldades específicas.

Para ajudar com a aplicação desses modelos, a plataforma Qmágico conta com funcionalidades como o caderno inteligente, com o qual é possível passar atividades interativas para os alunos sem se preocupar com a correção, além de tornar mais fácil que pais, professores e até os próprios alunos acompanhem seu desempenho em tempo real.

A plataforma também oferece conteúdos personalizados nos formatos mais utilizados: Word, PDF e vídeos no YouTube, tornando o aprendizado mais interessante para os jovens. Além disso, é possível testar o conhecimento com mais de 100.000 exercícios disponíveis na plataforma, referentes a todas as disciplinas, com foco especial em provas como o ENEM e a Prova Brasil. Os exercícios são corrigidos de maneira automática e fornecem, ao fim, um relatório de desempenho.

Gostou de saber mais sobre o método do ensino híbrido e como a QMágico pode ajudar você a aplicá-lo nas escolas? Então assine a nossa newsletter e fique sempre por dentro das novidades!