Volta às aulas: 4 dicas para a preparação de escolas no ano letivo

volta-as-aulas-4-dicas-para-a-preparacao-de-escolas-no-ano-letivo.jpeg

Com o fim das férias escolares e todos energizados para mais um ano letivo, é hora de pensar na volta às aulas. Quando bem aproveitado, esse momento pode render bons frutos para pais, professores e alunos.

O início do ano escolar é o momento de estabelecer expectativas, integrar os membros recém-chegados ao corpo docente e buscar maneiras inovadoras de garantir mais um ano de sucesso.

Para ajudá-lo a colocar em prática essas e outras iniciativas, reunimos 4 dicas para a preparação de escolas nessa volta às aulas. Continue a leitura deste post e saiba mais sobre o assunto!

1. Incentive a integração dos novos professores

Todo ano, novas turmas de professores entram no mercado de trabalho, cheios de energia para começar a aprender como se ensina, na prática.

Para garantir que todos se beneficiem dessa chegada, é importante pensar em maneiras de incentivar a integração dos novos colaboradores, fazendo com que eles se sintam parte do grupo e tão responsáveis pelo sucesso da escola quanto os outros membros.

Apesar de serem interessantes para quebrar o gelo, as dinâmicas divertidas que costumam ocorrer nesse dia não são suficientes para garantir essa integração.

Uma forma de se fazer isso, por exemplo, é pedir para algum dos professores mais antigos tornar-se uma espécie de “tutor”, responsável por explicar os detalhes para esse membro recém-chegado.

Além de estimular a interação de todo o corpo docente, o “guia” fornecerá ao novo professor dados dos alunos, apontando as individualidades de cada criança, quais são suas dificuldades, qual é o perfil da turma e explicar quais foram os projetos desenvolvidos até o momento.

2. Renove e reforce os valores da escola

O início do ano letivo não traz consigo apenas novos professores ou alunos, mas também novas reflexões para conseguir manter a escola conectada com as transformações que ocorrem na sociedade.

Assuntos como a inclusão e os novos paradigmas de gênero não só têm sido mais discutidos intensamente, mas também passaram a ser cobrados em provas como o ENEM. Motivo mais que suficiente para trazer esse debate para a sala de aula.

O que pode ocorrer, também, é a chegada de alunos com deficiência, por exemplo. Nesse caso, é recomendável pensar na possibilidade de contar com a ajuda de outros profissionais, como pedagogos, neurologistas, fonoaudiólogos, etc.

Também é importante conscientizar os outros alunos sobre como todos podem se beneficiar com a integração desse colega.

3. Torne a rotina escolar mais inteligente

Contar com o apoio da tecnologia tem deixado de ser apenas uma excelente opção para ser uma necessidade nas escolas. As crianças dessa geração cresceram em meio aos computadores e celulares. Portanto, é mais que natural que se sintam à vontade ao usá-los.

Hoje em dia, já existem diversas maneiras de trazer a tecnologia para as salas de aula: tablets, e-books e plataformas digitais. Além de tornar o ensino mais atrativo para os jovens, a tecnologia ajuda os professores a economizarem tempo e a acompanharem seus alunos mais de perto, por meio de relatórios individuais de desempenho.

4. Prepare um primeiro dia de aula especial

O primeiro dia de aula é o momento ideal para colocar em prática todas as dicas que demos neste post. Para conseguir dar conta de tudo, a primeira dica é começar a planejar com bastante antecedência.

Esse também é o momento de garantir que os pais tenham a melhor primeira impressão possível em relação à escola. Por isso, faça questão de incluí-los na programação.

Aposte na exposição de projetos inovadores, que mostram como a escola acompanha as tendências do campo da educação. Se houver pais de alunos deficientes, por exemplo, essa é a hora de mostrar que você e sua equipe farão de tudo para que eles se sintam incluídos.

Por fim, peça ajuda aos novos professores. Como recém-formados, é provável que eles tenham ideias inovadoras sobre a inclusão social nas escolas, os novos paradigmas de gênero e o uso da tecnologia nas salas de aula. De bônus, você garante que eles se sintam ainda mais integrados ao resto da equipe.

Confira mais dicas como essas em nosso Manual da Semana Pedagógica!