Dinâmicas de sala de aula: 5 dicas para atrair a atenção dos alunos

Dinâmicas_de_sala_de_aula_X_dicas_para_atrair_a_atenção_dos_alunos.jpg.jpeg

 

Com o advento das novas mídias, redes sociais e diversidade na propagação do conhecimento, fica cada vez mais difícil chamar a atenção dos alunos para o modelo tradicional de ensino. Porém, há diversas dinâmicas de sala de aula interessantes e de fácil aplicação, que podem ajudar você a despertar mais interesse nos estudantes, além de melhorar a qualidade do seu trabalho. A sala de aula invertida é bom exemplo disso.

Quer saber mais sobre o assunto? Então confira abaixo cinco dicas para atrair a atenção dos seus alunos!

1. Leve a tecnologia para a sala de aula

A tecnologia deve ser utilizada com sabedoria. Ela democratiza o acesso ao conhecimento — qualquer um com um computador ou um smartphone possui toda a informação do mundo ao alcance das mãos. Mas também pode deixar seus usuários perdidos, sem saber como selecionar o conteúdo que os interessa frente a tantas opções.

Esse tipo de dinâmica é bastante importante no ambiente da sala de aula, pois acaba tornando-a mais atrativa para os jovens e, assim, fazendo-os ficar mais interessados no conteúdo.

Além disso, possui benefícios para o aprendizado de todos os seus discentes. A estratégia colabora para uma maior participação deles na aula, fomentando até mesmo os mais tímidos a interagirem devido à presença de um mecanismo que eles usam em seu cotidiano.

Por mais que a participação presencial seja primordial e insubstituível, a internet é um grande método para uma maior interação, fazendo com que as opiniões sejam mais vinculadas. Sabendo que os estudantes já tiram essas tecnologias de letra, use-as a seu favor! Direcione-os na busca pelo conhecimento.

Indique páginas no Facebook que tenham a ver com a sua disciplina e crie grupos de e-mail para enviar reportagens e artigos. Promova dinâmicas que envolvam, por exemplo, correntes literárias ou enquetes no WhatsApp, caso o assunto seja literatura. Faça uma lista de blogs que abordem tópicos desejados. Enfim, seja criativo!

Apostar em inovações impactantes da tecnologia na educação é uma boa maneira de fugir do modelo tradicional de aulas e atrair a atenção dos jovens.

2. Aposte na intermidialidade

Uma expressão muito utilizada na esfera cultural hoje é intermídia — que significa, a grosso modo, o diálogo existente entre várias formas midiáticas nas manifestações artísticas contemporâneas. Sabendo que o mundo atual usa e abusa dessa novidade, traga isso para suas aulas.

Músicas, vídeos, filmes, documentários, games e até peças de teatro podem atrair muito a atenção dos seus alunos por oferecerem algo diferente da rotina didática padrão.

A arte, em todas as suas representações, tem muito a ensinar, e levar a experiência estética para os jovens é orientá-los a respeitar e apreciar as produções subjetivas da humanidade.

Esta dica pode deixar seus alunos mais interessados em sua disciplina. Os inúmeros meios literários podem ser usados para formar conhecimento por serem mais atrativos, além de ligar a busca por conhecimento com uma maneira de lazer.

Logo, procure por opções que convenham com suas necessidades como, por exemplo, indicar obras que tenham a ver com o contexto da sua matéria e elaborar seminários simples entre os alunos sobre o livro e o conteúdo. Isso colabora com a concretização do saber dos jovens sobre o tema.

3. Desperte a curiosidade dos alunos

Conhecer a sua turma (e se deixar ser conhecido) é imprescindível para que o processo da educação se dê plenamente. Ensinar é também aprender, e cada personalidade tem um jeito de internalizar conhecimento. Que tal fazer um teste para descobrir qual é a sua melhor maneira de aprender?

Prestar atenção nos seus alunos é uma forma de descobrir seus interesses e utilizá-los na hora de planejar aulas. Com essas informações na mão, será fácil despertar sua curiosidade.

Se o seu aluno apresentar falta de atenção na aula, saiba que é recorrente isso ser causado pelo baixo entusiasmo que eles possuem com o tema. Às vezes alguns assuntos não são muito atrativos aos jovens, por isso eles tentam se esquivar o máximo. Logo, é preciso saber converter essa situação.

Dessa maneira, tente experimentar mudar os temas e apresentar outros que estejam presente na disciplina que você leciona. Após isso, questione os seus alunos sobre e peça para que eles escolham os conteúdos que desejam conhecer primeiro. Faça perguntas da disciplina que se relacionem com seus gostos pessoais ou crie paralelos entre a ementa da matéria e as novidades da geração deles.

A curiosidade os impulsionará a procurar o saber com mais independência. Assim ficarão interessados nas suas aulas e, consequentemente, aprenderão melhor.

4. Incentive as discussões e debates

Promover debates é uma ótima forma de engajar mais a turma, pois, dessa forma, os estudantes podem ter mais controle do processo de ensino. Além disso, é um momento para que eles se posicionem criticamente e se percebam como cidadãos políticos.

Um debate aumenta a capacidade dos jovens para a reflexão e para a construção de ideias sobre certos assuntos, além de colaborar com a instigação deles sobre derivados temas.

Desse modo, eles obterão ótimos resultados sobre essa prática, além de aumentar as habilidades mencionadas. Este tipo de dinâmica expõe aos estudantes à relevância que os temas ministrados em classe possuem.

O papel do docente fica como o moderador do debate, e é importante você lecionar com tais táticas de ensino e saber conduzi-las. Partindo disso, estimule os educandos a fazer anotações sobre as pautas que discordam e concordam compartilhadas no ambiente escolar, e assim criar uma discussão com bastante conteúdo.

Por exemplo, tente apontar a dinâmica para temas atuais, como conflitos políticos ou geopolíticos e busque montar grupos para defender ou criticar. Assim, você coloca seus alunos em posições diferentes daquelas que eles mesmos defendem faz com que procurem por conhecimento acerca do assunto para a argumentação.

5. Promova movimentação e dinâmicas físicas

Muitas dinâmicas são apenas mentais, e alguns professores se esquecem de que existem ótimas maneiras de conectar também o intelecto com o corpo. Não fique parado! Ande pelo ambiente, descubra e use bem o seu espaço. Tente aproveitar a sua sala, conheça-a bem e procure elaborar ideias que a envolvam.

Uma conversa mais ativa fisicamente pode agitar os estudantes, mantendo-os alertas e em constante interação com você. Assim, a produtividade tem um avanço importante.

Uma boa ideia é utilizar ou inventar jogos que possam ser feitos em grupo. Assim, os alunos trabalharão em equipe e não poderão estar distraídos. Você também pode transformar o ambiente em sala, redimensionando as mesas e as cadeiras, deixando a movimentação da turma o mais confortável possível.

Conhecendo essas dinâmicas de sala de aula, você conseguirá alcançar ótimos resultados com as turmas para as quais leciona, melhorando o rendimento e participação dos alunos e aprimorando sua metodologia de aula.  Assim, ao diversificar o aprendizado, você o tornará mais produtivo.

Essas estratégias, quando dialogam com a sua disciplina, farão os estudantes entenderem melhor que os conteúdos estão sempre interligados e conversam entre si. Afinal, inovar na sala de aula é sempre uma boa ideia para manter a turma ligada no conteúdo.

Gostou das dicas? Então assine nossa newsletter e receba, em primeira mão, mais conteúdos como este!