Você sabe como divulgar sua escola nas redes sociais?

5-dicas-para-captacao-de-alunos-pelo-facebook.jpeg

Para divulgar qualquer produto ou empresa, na era das redes sociais, é impossível ignorar o marketing digital. Uma instituição de ensino não é diferente, já que manter uma boa relação com pais e alunos, divulgar novidades e fortalecer o nome da escola é muito importante para seu crescimento. Mas será que você sabe como divulgar a escola nas redes sociais?

Utilizar canais de grande alcance, como Twitter, Facebook, Instagram e até outras redes pode ser muito vantajoso para promover um diálogo transparente com a comunidade escolar.

Então veja agora quais estratégias são boas para a divulgação de sua escola nas redes sociais, captação de novos alunos e um relacionamento duradouro com os pais e responsáveis.

Vantagens em divulgar a escola nas redes sociais

Para tornar uma escola referência em sua região, é imprescindível que, além da qualidade, um bom marketing sobre suas características seja feito. E se as novas tecnologias podem ser parceiras no momento do aprendizado, também é verdadeiro que elas sejam benéficas para o relacionamento com a comunidade escolar.

Afinal, em média os brasileiros passam 650 horas por mês navegando nas redes, o que seria equivalente a cerca de 21 horas por dia. Além disso, 67% dos usuários brasileiros de internet disseram usar meios online para se informar sobre notícias do mundo.

Portanto, realizar marketing digital, utilizando as redes sociais permite que a escola propague conteúdos interessantes para os pais e alunos, formando-os constantemente, além de ser um canal prático para a divulgação de eventos, novidades, comunicados gerais e o fortalecimento da marca como forma de manter e captar novos alunos.

Melhores canais para o público-alvo

Para colocar em prática o marketing digital nas redes, é importante compreender qual seu público-alvo e quais redes sociais são mais utilizadas e acessadas por ele.

Para os pais e responsáveis pelos alunos que trabalham e possuem outras responsabilidades, o acesso às redes será diferente aos dos adolescentes e jovens, que costumam estar conectados por mais tempo ou em horários mais flexíveis.

Mapeamentos e métricas obtidas por meio do Google Adsense e Facebook Ads permitirão conhecer essas características para que você verifique a melhor estratégia que comunique mais diretamente ao seu público.

Facebook no processo de ensino-aprendizagem

Estar nas redes sociais também implica compreender que é lá onde também se encontram seus alunos. Por isso, utilizar o Facebook para gerar autoridade para sua escola, com conteúdos relevantes e associados às disciplinas, é algo que pode refletir no processo de ensino-aprendizagem dos alunos já matriculados.

Lá também pode ser espaço para uma participação mais ativa dos pais nas atividades dos filhos, auxiliando em resoluções mais práticas em questões pontuais de baixo rendimento, indisciplina, entre outros.

Outro ponto positivo dessa rede social é o acesso mais fácil do aluno ao professor, e vice-versa, permitindo que dúvidas e dicas sejam fornecidas para auxiliar nos deveres de casa, por exemplo.

Afinal, permitir o uso gradual da internet como forma de interação entre todos os envolvidos no ensino-aprendizagem é uma forma de se preparar e adentrar no modelo de escola do século XXI, com múltiplas plataformas, conteúdos híbridos e digitais e participações mais ativas dos estudantes.

Assim, além de divulgar a escola nas redes sociais, você incentiva pais e alunos ao uso responsável e educativo da internet. E se você quer saber mais sobre o marketing para instituições de ensino, baixe agora o e-book que preparamos com dicas práticas e informações aprofundadas sobre o assunto.