Veja como lidar com o bullying na escola e saiba como combatê-lo

veja-como-lidar-com-o-bullying-na-escola-e-saiba-como-combatelo.jpeg

 

Saber lidar e combater o bullying na escola é fundamental para evitar danos que podem ser irreparáveis em crianças e adolescentes. No Brasil, 46% dos estudantes relatam que já sofreram algum tipo de intimidação por razões como gênero, aparência física, opção sexual, entre outros.

É muito comum que as pessoas em período escolar tenham inseguranças — o que facilita a ação dos agressores, que aproveitam das fraquezas dos seus alvos. Além disso, esse tipo de violência interfere no ambiente escolar e se estende aos meios virtuais, podendo tomar dimensões que prejudicam todo o processo de ensino-aprendizagem.

Pensando nisso, preparamos este artigo para abordar como deve ser a postura da escola e como ela deve lidar com o bullying. Confira!

Quais são as causas do bullying?

O bullying é uma intimidação sistemática que resulta em agressões verbais, físicas ou psicológicas. Na escola, ele aparece quando um estudante é vítima de hostilidades causadas por visões arrogantes e preconceituosas de um indivíduo ou de um grupo que o consideram diferente da maioria.

Com a disseminação dos smartphones e a popularização das redes sociais, os casos de bullying na escola se potencializaram. Tanto crianças quanto adolescentes que se destacam nos estudos ou que estão acima do peso, por exemplo, podem ser vítimas de piadas e de discriminação social pelos seus colegas.

Quais indicadores sinalizam que o aluno sofre ou pratica bullying?

Geralmente, o aluno que vive situações constrangedoras não conta que está passando pelo problema, pois fica com vergonha. Por isso, pais e professores precisam acompanhar a rotina dos estudantes e ficar muito atentos às mudanças de hábitos e atitudes, já que vítimas de bullying podem desenvolver depressão e ansiedade.

O comportamento de quem pratica bullying pode ter diversas explicações. Em alguns casos, agredir pode também ser um pedido de ajuda. Entretanto, é importante que a pessoa saiba as consequências dos seus atos e seja ensinada a gerir suas ações e emoções.

Os seguintes sinais são indicadores de quem sobre bullying:

  • evitam ir à aula ou pedem para trocar de escola;
  • têm queda no desempenho escolar;
  • dificuldade de se relacionar socialmente;
  • baixa autoestima;
  • apresentam sintomas físicos, como dores e suor frio.

Os seguintes sinais são indicadores de quem pratica bullying:

  • arrogância;
  • atitudes desafiadoras;
  • manipulam situações;
  • contam mentiras;
  • dificuldade em aceitar limites.

Como a escola pode lidar com essa situação?

A relação entre professor e aluno deve ser acolhedora, para que a vítima se sinta segura e tenha a quem recorrer quando passar por essas situações. A equipe pedagógica deve estar sempre atenta aos alunos que são ameaçados e aos que ameaçam.

Os gestores devem ser firmes e oferecer medidas corretivas aos estudantes responsáveis pelos casos. A repreensão deve acontecer na medida certa a fim de que agressor e agredido possam seguir em frente sem praticar mais violência, ou se sentirem constrangidos.

É fundamental que os responsáveis pelas instituições de ensino saibam identificar e combater o bullying na escola e coloquem em prática ações que enfrentem esse problema. Além disso, é interessante realizar eventos e reuniões que conscientizem os alunos e todos os envolvidos na comunidade escolar, seja com debates, seja com filmes, palestras ou feiras.

Gostou do nosso conteúdo e quer receber mais artigos relevantes sobre o universo escolar? Então siga-nos nas redes sociais! Estamos no Facebook e no YouTube!