Escola

Como se preparar para os desafios da escola do século XXI

escola do século XXI

O quadro e o giz substituídos por uma tela sensível ao toque, alunos com pouco foco de atenção, a exigência por aulas mais participativas, professores mais atualizados. Essas são algumas das transformações que a escola do século XXI estabeleceu.

As principais mudanças ocorridas na escola são do âmbito tecnológico, didático e comportamental, que alteram consideravelmente a maneira de ensinar. Para acompanhar essa nova escola, algumas estratégias devem ser tomadas.

Você pode, por exemplo, garantir maior participação dos alunos e fazer com que os professores não fiquem atrasados em relação às novidades que chegam no mundo educacional o tempo todo.

Quer saber mais? No post de hoje, trazemos as 3 melhores maneiras de adaptar-se à escola do século XXI. Continue a leitura, acompanhe as mudanças e se prepare para a constante transformação do ensino!

Metodologia de ensino: como debates na sala de aula podem ajudar

Depositphotos_4758023_m-2015.jpg.jpeg

O mundo está se modernizando bem rápido e as tecnologias têm se desenvolvido em uma velocidade estarrecedora. Para se adaptar aos novos tempos, as pessoas acabam modificando hábitos e costumes. Por essa razão, a educação se vê forçada a acompanhar essas mudanças e lidar com alunos que preferem seus celulares à escola.

Algo que tira o sono dos professores é aprender a cativar os alunos, mantendo-os interessados no conteúdo ministrado e conscientes da importância dos estudos em suas vidas. Como podemos fazer da sala de aula uma extensão do universo dos alunos? A solução, sem dúvida, está relacionada ao tipo de metodologia de ensino empregada.

Confira neste artigo como os debates em sala de aula podem ser incluídos na didática e ajudam a cativar os alunos de todas as idades, desde a base até o ensino médio. Continue lendo!

Tudo o que você precisa saber sobre reforço escolar

tudo-o-que-voce-precisa-saber-sobre-reforco-escolar.jpeg

Desenvolver planos de ensino, planejar aulas, ensinar para diversas turmas, manter-se atualizado, elaborar e corrigir provas e trabalhos: com tantas atribuições, será que sobra algum tempo para que o professor dê conta de tudo isso e ainda consiga ajudar com as dificuldades de cada aluno em um determinado conteúdo ou matéria? Dificilmente, não é mesmo? É nessa situação em que o reforço escolar surge como uma solução!

O reforço escolar é muito indicado para dar ao estudante o apoio do qual ele precisa para superar as suas limitações e apresente, assim, um melhor desempenho escolar, que reverbera não só no presente, mas também no futuro: em concursos, vestibulares ou mesmo na sua vida acadêmica. Afinal, identificadas as dificuldades e desenvolvidas estratégias personalizadas para cada aluno, os benefícios serão colhidos tanto a curto, quanto a médio e longo prazo.

Quer conhecer melhor os benefícios de recomendar o reforço escolar para os estudantes da sua escola? Confira a seguir!

5 boas práticas para uma gestão escolar em crise

gestão escolar em crise

 
Falta de recursos tecnológicos, aumento da concorrência e planejamento estratégico defasado: esses são alguns dos muitos problemas enfrentados pelas escolas e que deixam a gestão escolar em crise — levando, inclusive, ao fechamento da instituição.

Quer saber como contornar os maiores desafios das instituições de ensino com 5 boas práticas que podem garantir melhores resultados? Então continue a leitura!

Por que os professores precisam compartilhar conhecimento entre si?

por-que-os-professores-precisam-compartilhar-conhecimento-entre-si.jpeg

Imagine uma instituição de ensino em que as melhores estratégias aplicadas por professores em sala de aula sejam amplamente compartilhadas entre eles. É um contexto que beneficia a todos e colabora para construir uma cultura em que compartilhar conhecimento fornece aos educadores ferramentas e recursos para melhorar a experiência de ensino e os resultados obtidos pelos estudantes.

Por isso, instituições e gestores devem estar atentos para que as melhores práticas não fiquem restritas à realidade de um professor no seu dia a dia em sala de aula. Além, é claro, de não subestimar o poder da tecnologia nesse processo.

Quer saber por que a troca de experiências deve ser estimulada entre os educadores na busca de soluções para melhorar o ensino? Confira o artigo que preparamos!